Phenom 300. Origem da imagem desconhecida.

Embraer Phenom 300

Uma nova classe

“Irmão maior” do Phenom 100, o Phenom 300 representa antes de tudo a consolidação de uma ideia. Enquanto o primeiro pode ser qualificado como um jato “entry level”, uma aeronave adequada para entrar no mundo dos jatos, o Phenom 300 é para quem quer desse mundo um pouco mais. Com uma performance geral superior (a um custo também superior, evidentemente) o Phenom 300 é um executivo no sentido pleno do termo.

Podendo transportar até 10 pessoas e com um alcance de mais de 3.000 km, o Phenom 300 pode te levar a qualquer lugar do planeta, e muitas vezes sem precisar fazer escalas. Seu aspecto visual e arquitetônico  é também o mesmo do Phenom 100, porém com dimensões gerais adequadamente maiores.

Phenom 300. Imagem: Embraer.

Phenom 300. Imagem: Embraer.

Histórico

O programa do Phenom 300 foi anunciado pela Embraer aos 3 de maio de 2005, e um “mockup” da cabine foi exposto na convenção da NBAA aos 9 de novembro de 2005, em Orlando na Flórida. Em maio de 2007, no entanto, a Embraer anunciou que os bem sucedidos testes em túnel de vento haviam permitido uma extensão da cabine (e da aeronave) em aproximadamente 0.36 m [1 ft 2 ¼ in], o que aumentaria os níveis de conforto sem qualquer prejuízo à performance ou ao preço.

Na época, entre os compradores anunciados se encontravam a Eagle Creek Aviation Services, que em 18 de outubro de 2006 havia pedido 4 aeronaves mais um opcional (o qual poderia ser um Phenom 100 ou 300), e a United Aviation, que fez o pedido de uma aeronave em julho de 2006.

A montagem do primeiro protótipo teve início aos 15 de agosto de 2007 e seu “roll-out” ocorreu aos 14 de abril de 2008, voando pela primeira vez em Gavião Peixoto, aos 29 de abril do mesmo ano.  O segundo protótipo voou pela primeira vez aos 5 daquele ano, tendo sido apresentado na convenção da NBAA de Orlando aos 8 de outubro.

Phenom 300 durante o período de testes e certificação. Imagem original: Embraer.

Phenom 300 durante o período de testes e certificação. Imagem original: Embraer.

Em dezembro de 2009, o Phenom 300 foi homologado pela ANAC e pela FAA. O jato não só obteve sua homologação no prazo, como superou a maioria das suas metas de desempenho. A certificação envolveu cinco aeronaves, que realizaram mais de 1.200 horas de ensaio em voo, o que homologou o jato para RVSM, operações IFR (diurnas e noturnas) e voo em condições de gelo. A campanha também incluiu testes estáticos e de fadiga, bem como testes ambientais, de aviônicos e dos equipamentos elétricos.

A homologação do Phenom 300 pela EASA foi obtida em meados de 2010, e em setembro de 2010, o primeiro Phenom 300 foi entregue a um cliente sul-africano, John McCormick, CEO da McCormick Property Developments. A cerimônia aconteceu na sede da Embraer em São José dos Campos. Recentemente, a cantora brasileira de “axé” Cláudia Leitte também adquiriu um. Em poucos meses, a aernovae já se espalhou pelo mundo.

O custo da aeronave, em valores anunciados em 2005, era de US$ 6,85 mi, e em 2009 para adquiri-lo seria necessário desembolsar US$ 7,61 mi.

Compartilhe:
    Páginas:  << 1 2 3 4 5 >>